Alguns aprendizados com o Curso online Eu Programo da Programaria - PrograMaria

Já se foram duas turmas do Curso Online Eu Programo e tivemos 855 alunas no Brasil e no exterior. O curso nasce com as seguintes missões:

  • Aumentar confiança das mulheres para explorar o universo da tecnologia e programação
  • Criar um ambiente seguro e amigável para troca de conhecimento, experiência e apoio
  • Dar base e inspiração para continuarem aprendendo
  • Inspirar autonomia para serem protagonistas das suas jornadas
  • Promover a cultura de colaboração e sororidade!

Alguns números das duas primeiras edições:

Fazer um curso online envolve muitos desafios, o trabalho dedicado de um time multidisciplinar para realizar todos os âmbitos do trabalho: pedagógico, social, gerencial e técnico. A pergunta que sempre nos motivou foi: como podemos ressignificar a presencialidade em tempos de distanciamento físico e entregar um conteúdo didático que, de fato, ajudem as pessoas a aprenderem?     

A resposta vem em forma de feedback de nossas alunas:

Nuvem de palavras formada pelas respostas das alunas para a colocação: Defina o Curso Online Eu Programo em uma palavra.

Alguns dos muitos depoimentos incríveis, mas muitos mesmo, que recebemos:

Esses são apenas alguns exemplos, tem muito mais em nossas redes. É isso que fazemos “pra que amanhã não seja só um ontem com um novo nome”, parafraseando Emicida em sua canção AmarElo. Aumentar a participação feminina no mercado de tecnologia uma vez que, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio do IBGE, só 20% dos profissionais que atuam no mercado de TI são mulheres.


No dia 13 de Outubro é celebrado o Ada Lovelace Day, evento criado pela britânica Suw Charmam-Anderson, tecnóloga social, escritora e jornalista, em homenagem àquela que é considerada o primeiro ser humano a escrever um algoritmo a ser processado por uma máquina, Ada Lovelace. Esse dia é para celebrar os feitos de mulheres na tecnologia e nós estávamos celebrando a formatura das turmas 1 e 2 numa live transmitida pelo You Tube. 

Fui eleita paraninfa dessa formatura e, ao fim da cerimônia, fiz a leitura de um texto que fiz para todas com todo o meu coração e que compartilho aqui.


Fizemos tudo isso juntas

Em tempos onde as pessoas estão divididas e distantes uma das outras, permanecermos juntas nos fortalece. Desde o começo dessa pandemia, eu nunca achei certo falar “distanciamento social”, tinha certeza de que o distanciamento tinha que ser somente físico, mas que podíamos nos manter próximas socialmente. Cuidando umas das outras, ajudando umas às outras, nos protegendo, nos fortalecendo, nos respeitando, nos ouvindo de verdade, nos acolhendo. Afinal, conexões com outras pessoas é o que dá propósito para as nossas vidas e fiquei imensamente feliz quando li depoimentos de vocês dizendo que se sentiram acolhidas e que se sentiam parte de um todo muito maior. E isso só foi possível porque cada uma participou e acolheu, fizemos isso juntas. 

 

O que ninguém tira da gente

Não sabemos como será o amanhã, vivemos tempos muito incertos. Na vida, podemos perder quase tudo, perdemos nossas coisas, pessoas nos machucam, podemos até perder a esperança, mas se tem uma coisa que ninguém nunca tira da gente é o conhecimento. O que aprendemos fica com a gente, ninguém tira. Conhecimento é a nossa melhor arma e nosso melhor escudo. 

 

O universo em expansão

Uma supernova é a explosão de uma estrela no estágio final de sua existência. A explosão de uma supernova gera um brilho tão intenso que chega a ser cerca de 1 bilhão de vezes maior que sua luz original, tornando a estrela tão brilhante quanto uma galáxia. Cientistas estudam supernovas pois a ocorrência delas demonstra que vivemos em um universo em expansão e constante transformação. Além disso, as supernovas desempenham um papel fundamental na distribuição de elementos por todo o universo. Afinal, quando uma estrela explode, ela lança elementos e detritos no espaço. Esses elementos viajam pelo universo e podem formar novas estrelas e até planetas.

O Curso Online Eu ProgrAmo chega o seu fim, mas em formato de supernova, com uma grande irradiação de luz e potencial para gerar novas estrelas que são vocês. 

 

O aprendizado 

Aprender a codificar significa escrever uma quantidade de códigos para atingir um objetivo final, seja ele fazer um parágrafo, colorir um texto ou criar uma função. Cada letra do código é de extrema importância. Se tiver faltando uma letrinha, ou tiver um espaço a mais no código, uma vírgula que seja, ele não funciona. Isso mostra pra nós a importância dos pequenos passos que antecedem o objetivo final. Cada partezinha é tão importante quanto o fim que almejamos. E esses pequenos passos precisam ser valorizados e celebrados. 

O mais importante é o aprendizado do processo. Quando vamos fazer uma prova, não é no momento da prova em si que está o nosso aprendizado, é no processo de estudar para a prova que está a grande riqueza, é na trajetória que construímos que faz a diferença, é o caminho, muitas pessoas chegam no mesmo lugar, mas por caminhos diferentes. Todas essas mulheres que chegaram até o fim do curso, tiveram um caminho lindo, apresentaram seus processos e celebraram as pequenas vitórias. Compartilharam o que foi mais desafiador e o que foi mais prazeroso.

No fim, estávamos todas juntas vivendo e valorizando essa jornada. Sou muito grata por fazer parte disso e estar conectada agora com todas vocês. Muito obrigada por tudo. Vamos juntas e vamos em frente!


E tudo isso só foi possível porque existem empresas e instituições que apoiam e acreditam no mesmo que a gente como: Wildlife, Alura, PerifaCode, QuebraDev, TRANSempregos, Edools e outras iniciativas que confiam em nosso trabalho e nos apoiam na jornada por #MaisMulheresNaTecnologia

Mayra de Oliveira, Coordenadora Pedagógica da Programaria

Se você quer fazer parte desta jornada, veja mais informações aqui e matricule-se