PrograMaria Encontros powered by Grupo Boticário | Como é trabalhar na tecnologia de empresas em transformação digital? - PrograMaria

Veja aqui como foi o primeiro PrograMaria Encontros totalmente online, sobre como é o trabalho em tecnologia de empresas em transformação digital!

Saber como diferentes tipos de empresas trabalham é fundamental para tomar melhores decisões na sua carreira e escolher aquelas que estão alinhadas com seus objetivos. Para além de empresas de tecnologias e startups, existem as grandes empresas de setores tradicionais que estão passando pelo processo de transformação digital. Muitas delas fazem o movimento de internalizar times de TI, antes terceirizados, e reorganizam o negócio para que a tecnologia tenha um papel central na estratégia da empresa.

A crise da pandemia de COVID-19 impactou mais fortemente alguns setores, e também as startups, o que tem feito as pessoas de tecnologia considerarem trabalhar em empresas tradicionais.

Nesse evento online em parceria com o Grupo Boticário, que aconteceu no dia 18 de julho de 2020, foram discutidas as oportunidades e os desafios de trabalhar nos times de tecnologias de empresas em transformação digital, conhecendo mais a fundo o case do Grupo Boticário, um dos dez maiores varejistas do Brasil, que está estruturando do zero uma área exclusiva de tecnologia e produtos digitais in-house.

Confira como foi o evento:

 

O Encontros começou com uma apresentação da Iana Chan, CEO e Fundadora da PrograMaria, sobre a iniciativa e esta edição do Encontros, e também uma apresentação da Claudia Laube, atual Tech Recruiter no Grupo Boticário, apoiando a construção da diretoria de produtos digitais no Grupo.

Palestra DevOps na prática – Como o Grupo Boticário tem aplicado essa cultura para alcançar mais agilidade e autonomia | com Juliana Wisniewski, arquiteta Cloud no Grupo Boticário

A primeira palestra (minutagem no vídeo: 00:19: 42) foi sobre a cultura DevOps, que aproxima os times de desenvolvimento e de infraestrutura e tem se popularizado entre as empresas, especialmente aquelas que migraram para nuvem. De acordo com a última pesquisa do Stack Over Flow, as pessoas que trabalham com DevOps estão entre as mais bem pagas da área de tecnologia e 80% das respostas afirmam que DevOps é importante para desenvolvimento de software, tornando esse diferencial um atrativo para seu currículo.

Nesta palestra, Juliana falou de alguns bons motivos pra usar DevOps, como a melhora da eficácia na entrega de códigos, com mais velocidade e qualidade, facilitando a transformação digital das empresas.

Mas o que é DevOps? O conceito pode ser encontrado neste link da AWS Amazon:

“DevOps é uma combinação de cultura, práticas e ferramentas que aumentam a habilidade de uma organização entregar aplicações e serviços com maior velocidade e qualidade.”

Além de explicar os pilares do DevOps, ela mostrou como era o modelo de equipe que trabalhavam sem DevOps, e como fica com DevOps, e onde entra a transformação digital nisso: com DevOps, as equipes têm domínio do todo e suportam as aplicações em produção.

Juliana também falou sobre como essa cultura funciona na prática no Grupo Boticário, abordando conceitos como CI/CD (integração e entrega contínuas) e containers, uso de IaC (Infraestrutura como Código), automação, stack de ferramentas, além de alguns resultados e desafios do Grupo.

Por fim, ela respondeu a algumas perguntas do público, sobre como foi a adoção do DevOps no Grupo Boticário, e como o Grupo garante a entrega acelerada com a estabilidade das soluções.

Palestra Como é ser mulher e PcD em tecnologia | Yvana Danielle Lopes, desenvolvedora no Grupo Boticário

Nesta palestra (no vídeo 00:50:17), Yvana contou sua trajetória como mulher e PcD (pessoa com deficiência) atuando como desenvolvedora e outros cargos técnicos em diferentes empresas. Ela compartilhou os desafios da sua jornada, como a demora para entrar no mercado de TI sem ou com pouca experiência, ser mulher e PcD, e como foi a transição de carreira dela, considerando o preconceito de idade enfrentado por muitas mulheres.

Além das lições aprendidas durante estas experiências, ela também trouxe insights sobre como as empresas e as pessoas podem construir ambientes que respeitem e incentivem o desenvolvimento de todas as pessoas.

Yvana termina dando um super recado para as mulheres que estão ou querem ingressar na tecnologia: a gente não deveria ter medo de errar, e sim acolher os erros e aprender com eles.

Painel: Mitos e verdades – Como é trabalhar na tecnologia de empresas em transformação digital? | equipe do Grupo Boticário Cláudia Laube, Tech Recruiter, Michelle Nolasco, Squad Lead, e Renata Grande, Squad Lead, e mediação de Jéssica Osko, Desenvolvedora FullStack

Neste painel (no vídeo 01:20:18), as participantes discutiram sobre oportunidades e desafios no dia a dia das empresas em transformação digital.

Renata falou sobre como foi o processo de transformação digital, além dos avanços e desafios enfrentados pelo Grupo Boticário. Michele falou sobre como tem sido a experiência de construir a área de tecnologia para a transformação digital, a organização de trabalho e o espaço para inovação.

As participantes também responderam sobre como é a cultura de trabalho, as políticas e estruturas voltadas para bem-estar das pessoas colaboradoras, visando a composição de equipes mais diversas e inclusivas. 

Fechamos o painel com uma abordagem sobre dicas e orientações para as profissionais saberem que tipo de empresa é ideal para cada uma, além de como se preparar para processos seletivos das organizações.

E este foi o primeiro evento online da PrograMaria, que também contou com tradução simultânea para Libras! 🙂

Você pode acompanhar esse e outros eventos no canal da PrograMaria no Youtube.