Maternidade e carreira na tecnologia - PrograMaria

Por que ainda precisamos falar sobre maternidade e carreira

Nenhuma mulher deveria precisar escolher entre maternidade e carreira, mas não é isso que os dados mostram. A pesquisa Crescer 2019 mostrou que 94% das mulheres que responderam à pesquisa relatam ter dificuldade para conciliar a carreira com a maternidade,  64% disseram ter tido a carreira prejudicada pela maternidade – seja porque tiveram de recusar projetos mais ambiciosos ou promoções para terem tempo para a família, seja porque deixaram de ser promovidas por serem mães.

Há essa ideia de que a maternidade é uma sentença para a carreira das mulheres e, infelizmente, há fundamento nessa crença: metade das mulheres grávidas são demitidas em até dois anos após a volta da licença-maternidade. Entre fatores, vemos o peso da responsabilidade do cuidado com filhas e filhos e o trabalho doméstico que recai sobre as mulheres, em parte pela falta de habilidade das empresas em oferecer um ambiente conciliador para as funcionárias.

Nesta edição da Série PrograMaria Encontros powered by Avanade, aprofundamos esse debate pensando no cenário das profissionais da área de tecnologia. Este evento não foi limitado a mulheres que são ou querem ser mães, já que este debate deveria ser normalizado e discutido entre toda a sociedade.

Confira na íntegra:

Maternidade: entre a proibição e a obrigação

Nenhuma mulher deve ser obrigada a ser mãe, nem impedida de ser mãe. Porém, sabemos que muitas dinâmicas da sociedade colocam em xeque nossa autonomia. 
Viviana Santiago, Colunista na RevistaAzMina e Gerente de Gênero e Incidência Política no Terceiro setor, trouxe reflexões importantes sobre maternidade, carreira e direito das mulheres.

Minha jornada como mãe e diretora em uma empresa de tecnologia

Nesta palestra, Gabriela Araújo, Diretora de Operações na Avanade, contou como foi engravidar de gêmeos e conquistar promoção para a diretoria da empresa. Além de compartilhar os ensinamentos que a sua história de vida proporcionou, e como ela concilia os diversos papéis que exerce.

 

Maternidade e Carreira na Tecnologia

Neste painel, Kelly Silva Baptista (Coordenadora Geral da Fundação 1BI) mediou um bate-papo com Bruna Santos (Desenvolvedora Júnior na Avanade), Mariane Pacheco (Sr Cons, Business Analysis na Avanade) e Mávia Ferreira (Analista, Solutions Dev na Avanade) sobre ser mãe e ter uma carreira na tecnologia. Elas compartilharam suas vivências, abordando temas relacionados à parentalidade, o que mudou na vida profissional delas após se tornarem mães, o preconceito, a volta ao mercado e outros temas, como autoconhecimento, autorregulação, estereótipos de gênero, divisão de tarefas e carreira para que todas mães sintam-se abraçadas virtualmente e terminem esta experiência com um cinturão de utilidades e uma clareza emocional para lidar com este complexo cenário de trabalho com filhas/filhos na pandemia.

 

Interpretação de Libras feita por Mirian Caxilé.